quarta-feira, 31 de maio de 2017

Resenha Não pare - FML Pepper!!



Resenha Não Pare FML Pepper!!






Título: Não Pare
Autor: FML Pepper
Ano: 2015 / Páginas: 280
Idioma: português
Editora: Valentina

Sinopse:  Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. 
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho! 
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude.
Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida?
É chegada a hora da verdade.




"Arrependo-me de não ter prestado atenção aos sinais. Se pudesse imaginar que estes seriam os últimos dias da minha vida, ou melhor, da vida com a qual eu estava acostumada, isso faria alguma diferença?"

Nina sai para passear com sua mãe Stela e elas acabam indo para uma famosa e sua

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Resenha ̶ Pablo, o cigano do ouro ̶ Carla Póvoa


Pablo, o cigano do ouro  ̶  Carla Póvoa

Título:  Pablo, o cigano do ouro
Autor: Carla Póvoa
Ano: 2015 / Páginas: 192

Idioma: português
Editora: Kelps
Sinopse:
"Pablo era um belo exemplar do povo cigano. De porte invejável, usava adornando o pescoço um colar com um pingente em forma de dado e em uma das orelhas uma discreta argola com um pequeno rubi. Era forte, estava sempre á frente das atividades de sua tribo que dependiam de força, agilidade e esperteza.
Mas a beleza de Pablo não era seu único quesito que se destacava, Pablo era bom com as palavras, tinha sabedoria com as ervas e manipulava metais raros.
Sua história é marcada por fazer muitos amigos, mas também muitos inimigos. Essa é uma belíssima narração marcada pela força e o poder do amor, pelo verdadeiro significado de tradição e honra aos costumes do povo cigano.










Conhecer a vida de Pablo, o cigano do ouro, é vivenciar um pouco da cultura cigana, avaliar o poder das escolhas e como elas podem direcionar a vida de um povo."
    O livro conta a história de Pablo, que desde seu nascimento fora destinado a 
ser o líder da comunidade cigana após o pai. 
Desde cedo também fora prometido a casamento, como manda as tradições. 
O inicio do livro, quando o personagem ainda é adolescente, nos dá uma visão clara de sua personalidade: um adulto em um corpo de jovem, pois a sabedoria do garoto 
era muito maior que de alguns mais velhos do clã. 
Fala também de suas duvidas em relação a sua prometida que estava lhe tratando diferente, do amor a sua família e as regras que os ciganos traziam consigo. 
Quando seu pai morre ainda é adolescente, mas já alcançou 
a maioridade - que no caso é 15 anos - ele se vê assumindo a liderança de seu povo 
e casa-se com Sarita, sua prometida. 


Pouco depois já tem um filho chamado Pablo Izalon, o qual tomaria 
o lugar de Pablo pai quando esse morresse. 
Porém, diferente de seu líder ele não está nem aí para as leis, acham que as pessoas deviam se subordinar a ele e com isso trazem muitos desafios para 
O cigano do ouro - Pablo recebeu esse nome quando em um momento de 
dificuldade conseguiu encontrar uma mina de ouro. 
Não estruturalmente, mas quem lê pode perceber que o livro é basicamente dividido em duas partes: a história de Pablo adolescente e depois de Izalon, seu filho,
 pois enquanto o garoto crescia a narração passou a forcar nele, 
sem esquecer-se do Cigado do ouro. 
Apesar de seguir as leis ciganas a risca, Pablo sempre tentou livrar o 
filho convencendo ao povo com o argumento que poderia muda-lo. 
O amor de pai falava mais alto. Porém seu filho começava a passar dos limites, 
e o povo cansado das atitudes de Izalon, queria que o líder se 
posicionasse como o papel que tinha.


" ̶ Não queremos mais discutir questão nenhuma relacionada a isso, grande líder. Queremos que as regras de nosso povo sejam aplicadas a esse caso."

Entao ele teve que se decidir: agir como líder e deixar que seu filho morresse 
ou poupa-lo de alguma maneira?


     Pablo, o cigano do ouro traz em sua capa um simbolo que forma o sol e a lua em união. 
O sol, na cultura cigana é a manifestacão do próprio Deus.
 "O sol ilumina as almas e mentes trazendo a solução de problemas, através de ideias e esclarecimentos", segundo o site Jucyconsulta. 

"A lua", como está no site ciganinhadoouro, "simboliza a magia e os mistérios". 
Portanto, o desenho que a capa traz tem total semelhança com a história que conta a rotina das mulheres ciganas em relação a manipulação das cartas e leituras das linhas das mãos e em como acreditam numa força maior, como a Santa Kali, Santa Padroeira do povo cigano, e em como Pablo, diferente de todos de sua idade possuia sabedoria e discernimento que jamais souberam explicar.

 A história é narrada em terceira pessoa, os pronomes são escritos em segunda pessoa, de modo que durante o livro tu poderás ver  esse tipo de linguagem, apesar de que já no final do livro a linguagem passa por uma mudança para a primeira pessoa do caso reto. 

Todas as 192 páginas são divididas em 19 capitulos + epílogo. 
Pude captar pouco da personalidade dos personagens, a não ser é claro Pablo e Izalon. Apesar de passar muito tempo acompanhado durante o livro não consegui tirar muito mais do que os fatos que eram passados. O que quero dizer é que os conheci não tão profundamente, não mais que os desejos de seus corações que foram mostrados, o que nesse livro não é tão importante, já que foca em seguir tradições e amor a família. 
Isso, sem duvida nenhuma, foi muito bem descrito no livro. 
Tudo, exatamente tudo gira em torno de suas leis para que eles fiquem em paz. 
Além disso, a história traz uma riqueza de informações sobre os ciganos que você talvez nem conheça. Tinha tudo para ser ótimo não fosse os erros de digitação e pontuação, talvez nem notáveis a alguns leitores. 
Fora esses pontos, recomendo que leia pois é uma daquelas histórias simples que merecem a chance de serem lidas.
   

"Tudo está certo debaixo  desse céu do Grande Pai, tudo tem seu sentido, 
sua hora e sua sabedoria".



sábado, 20 de maio de 2017

Resenha A teia dos Sonhos


 A teia dos Sonhos



      Título: A teia dos sonhos
Autor: Karine Aragão
Ano: 2016 / Páginas: 160
Idioma: português
Editora: Muiraquitã
Sinopse:

Com uma narrativa envolvente, A Teia dos Sonhos apresenta aos jovens leitores a beleza e o poder da amizade, 
a dor de uma perda, o caminho da superação e, 
no meio do caos, o amor. Uma história sobre a 
difícil tarefa de crescer e aprender a perdoar 
aquilo que jamais será esquecido. 
Nessa jornada do amadurecimento!! 
A Teia dos Sonhos nos mostra que para ser feliz 
é preciso estar vivo.






"… na madrugada do dia 13 de abril de 2015. Laura escolheu a morte, esse foi o modo que ela encontrou para acabar com a dor de viver. Porque viver dói, e muito."

Julia e Laura são amigas há algum tempo. Prestes a comemorarem aniversário de amizade, por serem menores de idade, elas conseguem documentos falsos que as permitem fazer uma tatuagem de uma teia de sonhos. Um símbolo muito significativo e especial para elas, a demostração da força da amizade delas e de como ela era verdadeira.
Mas Julia acorda na manhã seguinte com uma notícia que vai pôr tudo que ela acreditava a baixo. Laura tinha tirado a própria vida, tinha se jogado do 13° andar do prédio onde

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Resenha do livro Juntando os Pedaços


  

 Juntando os Pedaços Jennifer Niven






Título: Juntando os Pedaços
Autor: Jennifer Niven
Ano: 2016 / Páginas: 392
Idioma: português
Editora: Seguinte

Sinopse:
    “Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.”



    Mais uma história da Jennifer e o que se pode esperar depois de ler uma história magnifica como “Por lugares Incriveis”? Assim como este, Juntando os pedaços também traz pedaços da vida da autora e enriquece os fatos, já que a mesma teve a preocupação de pesquisar o suficiente para que nenhuma informação ficasse vaga. O livro conta a história de Jack e Libby. Enquanto um tenta esconder quem é verdadeiramente, o outro tentar fazer o mundo te aceitar.

   Libby é um garota que ficou presa em casa por anos após a morte de sua mãe, 
acabou ganhando peso demais e teve que ter parte de seu quarto destruído 
para que pudesse ser tirada pelos bombeiros, quase inconsciente, aos 14 anos. 
Antes disso, porém, quando criança já era alvo de piadinhas de seu colegas 
em relação a seu corpo ser mais forte do que o das outras crianças de sua idade, 
o que ajudou a exclui-la totalmente do mundo e criar um só seu dentro de sua casa.



Quando decide sair de casa, após dois anos, e ter perdido grande parte do seu peso, 
Libby decide que o primeiro passo para sua aceitação seria na escola onde, 
como acreditava, faria amizades e até mesmo se apaixonaria. 

terça-feira, 18 de abril de 2017

Resenha Por Lugares Incríveis!!

 

Resenha Por Lugares Incríveis!!





Título: Por Lugares Incríveis
Autor: Jennifer Niven
Ano: 2015 / Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Seguinte

Sinopse:

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.






“Por Lugares Incríveis – Dois jovens prestes a escolher

 a morte  despertam um no outro a vontade de viver.'

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa vivê-los.”



“Será que hoje é um bom dia para morrer?”, é assim que começa a obra Por Lugares incriveis escrito pela autora Jenniver Niven, uma escritora americana que escreveu livros que cativaram milhares de leitores, entre eles, principalmente, aqueles que se identificaram com a história. A narrativa é dividida entre Theodore Finch e Violet Markey, cada um narrando um capitulo. As vezes, os capitulos de Theodore são curtos, quando, por exemplo, tem apenas um trecho de uma música que ele escreveu. A capa já traz uma ideia sobre como o livro começa: Finch e Violet a beira da torre do colégio decidindo se devem ou não pular. É claro que a essa altura eles ainda não se conheciam.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Resenha – Tudo e Todas as Coisas - Nicole Yoon

  

Tudo e Todas as Coisas - Nicole Yoon



        

Autor: Nicola Yoon
Título: Tudo e todas as coisas
Ano: 2016 / Páginas: 304
Idioma: português
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."






Só de ler a sinopse é possível imaginar centenas de coisas para formar esta história. 
Essa obra escrita por Nicole Yoon e que já virou filme que estreará no Brasil em junho deste ano, conta a história de Madeline que tem uma doença chamada Imunodeficiência Grave, ou seja, ela tem alergia a tudo e a todas as coisas. 
Foi diagnosticada alguns meses depois da morte de seu pai e irmão, 
quando nem tinha um ano ainda, e o livro “começa” quando faz 18.
 Desde que foi diagnostica sua vida se resumiu a assistir com sua mãe, comprar livros e lê-los – óbvio, não? –, além de deixar uma pequena lista sobre o que a pessoa que encontrasse o livro perdido deveria fazer, como isso era improvável, ou melhor, impossível, quase sempre os desejos tinham o mesmo nível da probabilidades de perder seu livro. 
Sua mãe, uma médica, passava a maior parte do dia fora. 
Enquanto não anoitecia, Maddy ficava sob os cuidados de sua enfermeira e única amiga Carla. Também estudava online e recebia visitas de seu professor de arquitetura periodicamente, quando era submetido a horas de limpeza antes de estar dentro de casa oficialmente, além disso, eles não poderiam ter contato físico. Foi quando um dia uma família mudou-se para a casa ao lado, onde outrora estivera vazia. 
Esse dia foi quando os dois tiveram primeiro contato visual.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Resenha JOHNNY BLEAS - Um novo mundo


JOHNNY BLEAS - Um novo mundo





Título:
Johnny Bleas - Um Novo Mundo
Autor: João Gabriel Brene

Ano: 2015 / Páginas: 216
Idioma: português
Editora: Pandorga


Sinopse: Órfão de pai e mãe, Johnny Bleas, tem uma vida confortável com seus tios, os Case, em uma fazenda no interior do estado. Até que ao acordar certa manhã e depara-se com a horrível cena de assassinato dentro de sua própria casa, a sincronia da sua vida se desfez e seu mundo começa a girar em meio a inesperadas desventuras. O triste som da morte abre as portas para algo que Johnny nunca poderia imaginar. Com o descuido de um passo em falso, ele é levado a uma nova dimensão, um novo mundo onde gnomos, castelos e piratas são apenas o começo. Um lugar mágico em que os enigmas do seu passado são revelados, onde o oculto que por tanto tempo dormiu, renasce e o assassino é descoberto em uma trama muito maior do que o esperado. Asterium, é o novo mundo, onde cada uma das peças do quebra cabeça se reconstitui, à medida que antigas peças se encaixam, novos mistérios nascem a partir de uma profecia que lhe defronta com o medo e a coragem de encarar um novo destino.





“ – Desistir? – disse a voz sombria aproximando-se. Em meio à névoa da caverna, um homem de vestes negras ia surgindo da escuridão. Não havia mais ninguém por perto além dele. O homem e sua sombra. Derrotado, no chão, quase no fim de suas forças, Johnny disse ao homem: – Não há vida em você. Desista. ”
Johnny era um bebê quando o pai foi morto durante a Segunda Guerra Mundial 
e sua mãe o deixou aos cuidados do casal de tios, os Cases. Passou a infância e adolescência morando em uma fazenda com eles, teve do bom e melhor, 
seus tios o criaram como se fosse filho deles. 
Eram amáveis e gentis.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

PROMOÇÃO LEIO NACIONAIS


PROMOÇÃO LEIO NACIONAIS






Olá Pessoas Lindas!!!!

No dia primeiro de maio, além de comemorar o dia do trabalhador, comemoramos também o dia da literatura nacional. Pensando nesse dia tão especial o blog The House of Stories juntamente com blogs e editoras parcerias, iremos sortear no dia 1º de maio kits de livros nacionais. Por isso, o formulário ficará aberto todo o mês de abril.
Você não vai ficar de fora dessa, vai?!

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Resenha O Duque e eu - Julia Quinn


Resenha O Duque e eu - Julia Quinn


      

Título: O Duque e eu
Autor: Julia Quinn
Ano: 2013 / Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Sinopse:
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.  Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.






Depois de seis anos morando fora de Londres, Simon Basset, o novo Duque de Hastings retorna a terra londrina para tratar de assuntos familiares. 
Não querendo assumir seu lugar na sociedade, ele está decidido a participar 
de festas que só o agradam. 
Seu amigo de longa data, Anthony Bridgerton, brinca com ele sobre como 
não terá escapatória das mães da sociedade e sua busca incessante 
em arranjar maridos para suas filhas. 
E Simon é um dos melhores partidos, senão, o melhor que essa temporada terá.

O Duque decide ir ao baile de Lady Danbury, já que a sagaz senhora o sempre tratou bem, mas com o objetivo de não demorar muito e ser alvo das mães casamenteiras,
só não contava que teria que salvar uma dama de assédios de um pretendente desesperado… ou não.



“As palavras “Acredito que a dama tenha pedido que parasse” estavam na ponta da língua, mas o destino parecia não querer que ele bancasse o herói aquela noite, por que antes que pudesse emitir qualquer sim, a jovem puxou o braço que Nigel estava segurando e acertou um soco surpreendentemente forte bem no queixo do rapaz.”

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Resenha Luana - A filha da Lua


Resenha Luana - A filha da Lua



Titulo: Luana - A filha da Lua
Autor: Ronaldo Santana e Flaviana Rangel
Ano: 2016 / Páginas: 224
Idioma: português
Editora: RJR Produções

Sinopse:
Luana é uma menina de 12 anos que teria tudo para ser como as outras, não fossem seus estranhos cabelos prateados, cuja origem é um verdadeiro mistério.
Um enigma que Luana terá que desvendar, pois sua vida corre perigo quando uma feiticeira aparece para matá-la e, inconscientemente, um poder descomunal proveniente de seus cabelos a salva.
Agora, ela precisa descobrir sua origem para entender esses poderes, antes que a feiticeira Irina os roube dela, usando-os para o mal.








Luana tem 12 anos, de origem indígena e que tem tudo para ser uma menina comum,
se não fosse seus longos e belos cabelos prateados, os quais ela não tem noção da origem. Chama atenção por onde passa, deixando a todos intrigados pela
cor incomum das madeixas.



“... Apertou o passo, mas logo sentiu como se tivesse algo segurando suas pernas...
Tudo era escuridão e ela estava tomada de sombras por todos os lados,
sequer a luz da lua ou estrelas iluminava o local. Luana perdia o ar e sufocava.
Não conseguia sequer emitir som.”